Pular para o conteúdo

Doenças das unhas: tipos, causas, sintomas e tratamentos

As doenças das unhas são condições que podem acometer pessoas de todas as idades, desde crianças até idosos. Além da função estética, as unhas podem nos trazer sinais evidentes da nossa saúde geral. Quando notamos mudanças na cor, na textura e no formato das unhas, precisamos ficar atentos, pois, podem ser sinais de outros tipos de doenças. Neste artigo, iremos compreender melhor quais as principais doenças das unhas, suas causas, sintomas e tratamentos, e a importância de buscar ajuda médica.

Quando as unhas indicam doenças?

Quando as unhas apresentam algum tipo de alteração, poderão indicar possíveis problemas de saúde subjacentes. Estas alterações podem estar relacionadas a algum desequilíbrio do organismo, doenças sistêmicas ou problemas nutricionais. Abaixo estão alguns sinais que poderão indicar a presença de doenças:

  • Descoloração (estrias escuras, estrias brancas ou alterações na cor das unhas);
  • Mudanças no formato das unhas (enrolamento ou baqueteamento digital);
  • Mudanças na espessura das unhas (espessamento ou afinamento);
  • Unhas que ficam quebradiças;
  • Unhas que estão furadas;
  • Sangramento ao redor das unhas;
  • Inchaço ou vermelhidão ao redor das unhas;
  • Dor ao redor das unhas;
  • Descolamento da unha.

Quais são os tipos de doenças das unhas?

A saúde das unhas é de extrema importância para a saúde geral do nosso corpo, pois, ela pode sofrer alterações por uma série de condições, nos indicando que algo não está bem. Por este motivo, sempre que houver alterações nas unhas, devemos procurar um médico especialista.

Principais doenças das unhas:

Onicomicose

A onicomicose (micose das unhas) é uma infecção fúngica que pode ser causada por diversos tipos de fungos. Segundo artigo publicado no site Verywellhealth, apesar da onicomicose ser uma doença comum, apenas 20% dos pacientes tratam esta condição com acompanhamento médico. Apesar de parecer uma doença simples, a onicomicose tem duas características importantes, ela não desaparece sozinha (é necessário um tratamento médico especializado) e o fungo se espalha com muita facilidade paras as outras unhas. Além disso, pode de ser uma porta de entrada para bactérias e provocar infecções na pele, como a Erisipela.

Principais sintomas

  • Engrossamento;
  • Alteração na cor;
  • Frágil, quebradiça ou áspera;
  • Disforme;
  • Descolamento do leito ungueal;
  • Mau cheiro.

Síndrome das Unhas amarelas

A síndrome das unhas amarelas é uma condição rara que pode afetar as 20 unhas ou somente algumas. No paciente com esta síndrome, as unhas podem ficar amarelas, mais grossas, ou até mesmo, cair. A causa desta condição é desconhecida, mas, pode estar associada a outros problemas como:

  • Problemas de circulação;
  • Bronquite crônica;
  • Acúmulo de líquido ao redor dos pulmões;
  • Problemas com a drenagem linfática.

A síndrome das unhas amarelas ocorre, na maioria das vezes, em adultos com mais de 50 anos, no entanto, em casos muito raros, podem acometer crianças também.

Principais sintomas

  • Alterações nas unhas: (alteram a cor, ficam mais grossas e podem cair);
  • Inchaço: (acúmulo de líquido e inchaço);
  • Sintomas respiratórios: falta de ar (é muito comum pessoas com síndrome das unhas amarelas, apresentarem acúmulo de líquido pulmonar).
doenças das unhas - fungos nas unhas

Psoríase ungueal

A psoríase ungueal é uma doença autoimune que pode danificar as unhas. Segundo o site Verywellhealth, a psoríase ataca mais a pele, mas, também afeta outros tecidos, principalmente, as unhas. Além de causar danos nas unhas, com o tempo você poderá sentir dores nas articulações tanto nas mãos, quanto nos pés.
É importante salientar que por ser uma doença autoimune, não pode ser transmitida de uma pessoa para outra.

Principais sintomas

  • Mudanças na aparência das unhas;
  • Mudanças na textura das unhas;
  • Variações na cor das unhas;
  • Dor e outros sintomas.

Unha encravada

A unha encravada é uma condição que afeta principalmente o primeiro dedo do pé (conhecido como dedão). O canto da unha cresce com uma curva acentuada penetrando na pele, com isso, o paciente pode sentir dor, ter a pele inflamada, inchaço e infecção.
Pessoas com diabete são mais suscetíveis a ter complicações com as unhas encravadas.

  • Principais sintomas:
  • Dor e sensibilidade;
  • Pele inflamada;
  • Inchaço;
  • Infecção.

Paroníquia

A paroníquia é uma condição de infecção da pele ao redor das unhas. Por meio de cortes na cutícula ou na prega ungueal, as bactérias entram na pele causando a infecção. Geralmente, a paroníquia não causa problemas graves a saúde.

Principais sintomas

  • Dor, inchaço e sensibilidade ao redor da unha;
  • Pele vermelha e quente ao toque;
  • Pus que se acumula sob a pele.

Pode formar-se um abscesso branco a amarelo cheio de pus. Se um abscesso se formar, pode ser necessário antibióticos e/ou drenagem.

Granuloma

Granuloma é uma condição que se caracteriza pela formação de uma massa de células inflamatórias ao redor das unhas. Suas causas são as mais diversas, entre elas estão:

  • Trauma;
  • Infecções fúngicas;
  • Infecções bacterianas;
  • Reações a produtos químicos.

Outro fator que pode causar o granuloma, são as alterações hormonais que ocorrem nas mulheres durante o período de gestação.

Principais sintomas

  • Inchaço;
  • Vermelhidão;
  • Dor;
  • Deformidade nas unhas.

O que a ansiedade faz com as unhas?

A ansiedade pode afetar a saúde das unhas de diversas maneiras, sendo a mais comum, criar o hábito de roer as unhas. Algumas pessoas acabam desenvolvendo o hábito de roer as unhas quando estão em crise de ansiedade. Este hábito pode causar inúmeros problemas, como danos nas unhas e cutículas, processos inflamatórios, feridas, entre outros…

A ansiedade crônica também pode causar, distúrbios dermatológicos em que a pessoa começa a arrancar a pele em volta das unhas de forma compulsiva.

Como fica a unha de quem tem problema no fígado?

Pessoas que tem problemas no fígado, podem apresentar diversas alterações nas unhas, sendo as mais comuns:

  • Coloração amarelada;
  • Unhas frágeis e quebradiças;
  • Alterações nas formas e textura;
  • Descamação.

Falta de vitamina afeta as unhas?

A falta ou baixa ingestão de vitaminas, podem comprometer diretamente a saúde das unhas. Uma das principais vitaminas para as unhas, é a biotina. Ela desempenha um papel crucial no fortalecimento das unhas, pele e cabelos, e a sua falta, pode tornar as unhas quebradiças, frágeis e com tendência a lascar.
Outras vitaminas importantes para as unhas:

  • Vitamina C;
  • Vitamina E;
  • Vitamina A;
  • Vitaminas do complexo B.

Como conhecer a doença pelas unhas?

As unhas podem fornecer sinais de várias doenças e condições de saúde. Alguns exemplos incluem:

  • Problemas hepáticos: Unhas com coloração pálidas e sem brilho podem indicar problemas no fígado.
  • Doenças cardíacas: Unhas que apresentam uma curvatura pronunciada para baixo nas extremidades (chamado de “dedos em baqueta”) e avermelhadas podem ser um sinal de problemas cardíacos.
  • Anemia: Unhas com ondulações, fracas, quebradiças e opacas podem indicar anemia.
  • Doenças pulmonares: A presença de unhas azuladas, com aumento de curvatura e estrias brancas podem indicar problemas pulmonares, como doença pulmonar obstrutiva crônica (DPOC).
  • Diabetes: Unhas que apresentam crescimento lento, estriadas, distrofias, frágeis podem ser um sinal de diabetes.
  • Doenças autoimunes: A presença de manchas esbranquiçadas nas unhas (leuconiquia) pode estar associada a doenças autoimunes, como psoríase ou líquen plano.
  • Infecções fúngicas: Unhas grossas, quebradiças, descoloridas ou com deformidades podem ser sinais de infecções fúngicas nas unhas.
onicomicose - doenças das unhas

Tratamentos para doenças das unhas

Os tratamentos para doenças das unhas irão depender do tipo de condição e gravidade. Dentre os diversos tratamentos, os mais comuns são:

Medicamentos tópicos

Os medicamentos tópicos, são aqueles que podem ser aplicados sobre a superfície da pele. Estes medicamentos são mais utilizados para infecções fúngicas nas unhas, como:

  • Cremes;
  • loções;
  • Esmaltes.

Medicamentos orais

Os medicamentos orais são aqueles ingeridos pela boca. Em casos mais graves de infecções fúngicas, o médico poderá prescrever medicamentos antifúngicos orais para ajudar no na cura da infecção.

Procedimentos cirúrgicos

Os procedimentos cirúrgicos são prescritos em casos que as doenças das unhas são causadas por traumas ou deformidades graves. O procedimento cirúrgico poderá ser utilizado para remoção de partes das unhas ou corrigir alguma deformidade.

Tratamentos para problemas subjacentes

Em casos que as doenças das unhas são causadas por outras cormobidades, como: diabetes, doenças cardíacas, ou distúrbios autoimunes, o tratamento destas doenças poderão contribuir para a cura das doenças das unhas.

Cuidados com as unhas

Para manter a saúde das unhas, alguns cuidados básicos serão de extrema importância. Dentre eles estão:

  • Manter as unhas limpas;
  • Manter as unhas cortadas;
  • Evitar roer as unhas;
  • Evitar usar esmaltes por longos períodos;
  • Sempre manter as unhas mais secas possíveis.

Conclusão

A saúde das suas unhas, refletem diretamente a saúde geral do seu corpo. Alterações diversas nas unhas, como alteração na cor, textura, forma ou espessura, podem ser um sinal de alerta sobre a sua condição médica.
Quando você notar qualquer alteração nas suas unhas, é sinal de que precisa de um diagnóstico médico para lhe ajudar no tratamento das unhas e da sua saúde em geral.

plugins premium WordPress